Beto Richa exonera cerca de 3.500 funcionários públicos

Dentre as medidas decretadas nesta semana pelo governador Beto Richa, a suspensão de pagamentos (de todas as ordens de serviço ou convênios firmados com o Poder Executivo Estadual) e a exoneração de 3.500 funcionários públicos contratados em cargos comissionados têm gerado muita polêmica.

A tática do governo do Paraná provocou uma série de dúvidas, em relação às exonerações, segundo a Assessoria de Imprensa do Palácio do Iguaçu nesta quarta (5), nos casos em que resultarem descontinuidade de atendimentos à população, os trabalhadores deverão ser reconduzidos, se não houver substituto. A orientação também é válida aos eleitos para os cargos comissionados, iguais a diretores de escolas. Nas universidades estaduais, as exonerações ainda serão analisadas.

Procurar artigos publicados