Caminhada no domingo marca luto pelas mulheres assassinadas

Em Maringá, Dia Internacional da Mulher foi marcado por uma série de atividades. Foi um dia de protesto!

A Cidade Canção despertou mais cedo neste domingo de 8 de março. O motivo foi a caminhada em defesa das mulheres ao redor do Parque Ingá e o Ato "Basta de Feminicídio" em frente ao Fórum Desembargador Euzébio Silveira da Motta. Várias entidades e as integrantes do Fórum Maringaense de Mulheres vestiram camisetas pretas e carregaram cruzes para simbolizar luto pelas mulheres assassinadas.

A concentração iniciou-se às 9h em frente ao portão principal do parque, depois houve uma caminhada simbólica e emocionante, com gritos de basta ao feminicídio, crime de ódio motivado pela condição de gênero e que aumentou nestes últimos anos, conforme apontam dados oficiais. O ápice do ato ocorreu às 11h, quando as mulheres depositaram suas cruzes e sandálias nas escadarias do fórum (em alusão às mulheres vítimas de violência), em meio a falas e gritos de protesto.

A Aduem apoiou a manifestação e foi representada pelas professoras Elaine Rosely Lepri, Tania Tait e Celene Tonella, da diretoria.

Procurar artigos publicados