Meditação reduz desconforto emocional causado pela pandemia

Saiba como a UEM, a Associação Internacional de Meditação Transcendental e o Instituto David Lynch têm ajudado pessoas durante a pandemia.

Foto: aquivo MT/UEM (registro antes da pandemia).

Incluir a meditação transcendental para reduzir a ansiedade durante a pandemia tem sido uma estratégia fundamental para muitas pessoas. Segundo psicólogos, com o distanciamento físico e a atual conjuntura socioeconômica e política, é comum ter sentimentos e emoções negativas, além de ansiedade, depressão e estresse.

Nesse sentido, a Universidade Estadual de Maringá com a Associação Internacional de Meditação Transcendental (MT) e o Instituto David Lynch têm ajudado muitas pessoas com o ensinamento da técnica da meditação transcendental.

Antes do novo coronavírus (SARSCoV-2) chegar ao Brasil, os meditantes se encontravam uma a duas vezes por dia, durante 20 minutos, para meditar. Com o atual cenário de distanciamento social, eles tiveram que se readequar aos formatos virtuais, proporcionados pelos meios eletrônicos, como explica a coordenadora do projeto de MT na UEM, professora Indra Karina Zubieta Merubia.

“Por um bom tempo realizamos nossos encontros presenciais no auditório Nadir Cancian e depois fomos para um ambiente dentro do Auditório Ney Marques da UEM, Bloco D03. Porém, com o decreto do isolamento social, tivemos que nos reinventar e a saída foi utilizar um aplicativo de videoconferência, o “ZOOM”. Dessa forma, continuamos o projeto e estamos contribuindo com o bem-estar individual e coletivo, reduzindo o desconforto emocional”.

A procura pelo projeto MT tem aumentado mesmo nesse período de "quarentena". Segundo a professora Indra Merubia, isso confirma a boa aceitação e a eficácia dessa metodologia que vem sendo aplicada.

“Iniciamos a meditação transcendental por videoconferência com cerca de 40 pessoas, mas este número tem aumentado diariamente, demonstrando uma boa aceitabilidade por parte dos participantes que socializam mudanças positivas em suas vidas”.

Leonardo Martins, 22, está no projeto desde o início e comenta sua experiência: “Continuo com a meditação duas vezes ao dia, às 7h e às 19h (coletivamente pelo zoom), e isso tem sido fundamental para me manter calmo, menos estressado e menos ansioso diante da situação a qual estamos passando. Noto, quando fico um dia sem realizar a meditação, que minha respiração acelera”.

Para participar dos encontros, pelo zoom, da técnica de MT, a pessoa tem que ter aprendido a metodologia da meditação transcendental com um professor credenciado pela Associação Internacional de Meditação, entrar em contato com seu professor de meditação e/ou pode contatar na página da web: www.meditacaotranscendental.com.br .

 

Informações do projeto na UEM

Título: Curso de Meditação Transcendental para formação de grupo de meditantes na Universidade Estadual de Maringá -

O projeto tem como objetivo a formação de grupo de meditantes na Universidade.

 

Coordenação pela UEM: Celso Ivam Conegero.

Coordenação pela Associação Internacional de Meditação: Prof. Gustavo Cerna Herrera.

Aspecto Financeiro Instituto David Lynch: Profª Flavia Baptista.

Coordenação dos cursos dentro da UEM: Profª Indra Karina Zubieta Merubia.

Professores (Membros da Associação Internacional de Meditação): Profª. Rosário Lourenço.

Ingresso médio de 800 a 1000 participantes horário/dia a nível do Brasil.

Ingresso médio de 200 a 250 participantes horário/dia meditantes Maringá.

Procurar artigos publicados