Servidores públicos querem uma auditoria na ParanáPrevidência

Clipping 06-03-11
http://www.cgn.inf.br
Os servidores públicos querem uma auditoria na ParanáPrevidência, para apurar as irregularidades, depois que um estudo realizado no final do ano passado, apontou um rombo no sistema.
“Existe um rombo neste sistema de 4,5 bilhões. Vale dizer que os governos, desde a criação, desde 98 até 2010 se omitiram quanto a suas obrigações o que compromete o sistema de previdência dos servidores estaduais neste número. 4,5 bilhões é rombo do sistema de previdência”, afirma o coordenador.

Segundo o coordenador, os servidores públicos querem uma resposta sobre o rombo e o futuro da previdência.  “Nós solicitamos ao governo uma auditoria completa do sistema, nós queremos saber tudo sobre a ParanáPrevidência, desde a gestão, que é bom frisar, que até hoje o governo afronta a constituição porque não admite a gestão paritária, os servidores num conselho de administração, de 11 membros tem três representantes, o restante todo do governo. Nós queremos passar a limpo todo o sistema de previdência a nível de Estado do Paraná”, afirmou.
Sobre a aposentadoria de ex-governadores, assunto que gera polêmica no governo do Estado, o coordenador esclarece a posição dos servidores. “A lei diz que uma das condições pra aposentar é contribuir. Portanto, se os governadores contribuírem que nem os outros trabalhadores, no caso de mulher 30 anos e no caso do homem 35, pode se aposentar”, concluiu Heitor.

Procurar artigos publicados