Festa junina na Aduem neste sábado (29)

Tudo pronto para o maior ARRAIAL do mês - é FESTA JUNINA, minha gente!!!
Ninguém pode ficar de fora.
Convide toda a família, leve os colegas do departamento e vamos comemorar a festa mais popular do Brasillllll.
Viva São Pedro!
Viva São João!
Acende a fogueira do meu coração.
Local: ADUEM (Sede Social)
Horário: início às 18h

#Festajuniaaduem

Aulas de ritmos deixam alunas animadas

A Aduem está com aulas de ritmos duas vezes por semana, na Sede Social. A atividade está atraindo alunas interessadas em dançar e ao mesmo tempo se divertir enquanto perdem calorias. As aulas de ritmos são realizadas no Centro de Esporte e de Lazer da UEM/ADUEM toda quarta-feira, às 17h30, e sexta-feira, às 18h.
As alunas se divertem dançando vários ritmos, tais como Samba, Bolero, Soltinho, Forró e outros.
A aula começa com um som mais leve, vai inserindo outros ritmos e, ao final, podendo até encerrar a atividade com Funk.O importante é dançar muito, queimar calorias e curtir o momento.

 

Feriado Corpus Christi na ADUEM

Nesta quinta-feira (20), a Aduem estará fechada devido ao feriado de Corpus Christi. Tanto na Sede Administrativa (secretaria, restaurante e pilates), como o Centro de Esportes e de Lazer (academia, cantina e piscina) não haverá expediente.

Na sexta-feira, SOMENTE a Sede Social estará aberta.

Lembrando que a academia funciona aos sábados de MANHÃ, das 8h às 12h, e à TARDE (somente no inverno), das 15h às 19h.
A cantina funciona aos sábados e domingos das 9h às 20h.

UEM em greve por tempo indeterminado

Servidores da UEM entram e greve a partir de hoje (26) pela data-base. Nesta manhã de quarta-feira houve uma assembleia na UEM (no RU) com todas as categorias de servidores para discutir os encaminhamentos da greve. E cerca de 80% dos presentes aderiu à greve geral do Estado por tempo indeterminado.
A paralisação é pela recomposição salarial dos últimos 12 meses, que é de 4,94%, relativos à inflação do último ano. As perdas salariais já ultrapassam os 17 %, relativos à inflação do último ano. As perdas salariais já ultrapassam os 17 %.

Aduem está com inscrições abertas para Colônia de Férias

A colônia ocorrerá de 8 a 12 de julho para crianças de 3 a 12 anos. Serão desenvolvidas brincadeiras antigas no campo (bola, pula-corda e outras), oficinas de bijouteria, de cup cake, de massinha, de pintura facial e de gaita, paint ball, atividades com brinquedos infláveis, o Dia da Cor (tinta), salão de beleza, caça ao tesouro, batalha naval, dia do brinquedo, just dance e piquenique.

A colônia também ocorrerá no Centro de Esportes e de Lazer da UEM/Aduem, das 13h30 às 17h30. Os valores, incluindo lanchinho, são de R$ 135,00 (a semana) para sócio e R$ 155,00 (a semana) para não sócio. As diárias são de R$ 35,00 para sócio e de R$ 45,00 para não sócio.

Os interessados têm até o dia 8 de julho para fazer a inscrição, na sede da Aduem, com encerramento às 12 horas. Informações pelo telefone (44) 3224-1807.

Viva São João

Hoje estamos no clima da festa mais popular do país - Festa de São João.
Que bom esse momento para recordar as lembranças de infância e compartilhar com as novas gerações a riqueza do folclore brasileiro.
Por isso, convidamos todos os sócios a participarem da festa junina da Aduem que será realizada neste sábado(29), na Sede Social.
Vamos reviver a alegria e o encantamento das festas dos santos mais populares.
Você está convidadíssimo a se divertir conosco, a entrar no clima junino, a dançar quadrilha, degustar os pratos típicos, se reunir com os amigos e a brincar com as crianças. 
Compareça com sua família. Você irá gostar!


Assembleia na UEM aprova indicativo de greve

Técnicos e professores da UEM aprovaram indicativo de greve para o dia 26 de junho. A decisão foi tomada na terça-feira (18), durante assembleia unificada que ocorreu no RU, com a participação da Aduem, Afuem, Sesduem, Sinteemar e DCE. Isso significa que a UEM poderá entrar em greve já a partir do dia 26/06, e por tempo indeterminado, caso não seja aceita pelo governador a reivindicação de recomposição salarial dos servidores.

Segundo informações repassadas durante a assembleia, professores e agentes universitários estão há quatro anos sem receber os índices da inflação. O que caracteriza uma perda substancial próxima dos 17,2%. Como se os servidores deixassem de receber 2,27 salários por ano.

Debate atual por Professor Angelo Priori

LANÇAMENTO DO LIVRO

Durante o evento, será lançado o livro: CONVERSAS SOBRE DIREITOS HUMANOS E PRÁTICAS EDUCATIVAS NO ESPAÇO ESCOLAR, organizado pelos professores do DHI, Angelo Priori, Delton Aparecido Felipe e Márcio José Pereira.

O livro é composto por oito textos. No primeiro deles, os autores procuram responder à questão chave do livro: o que são direitos humanos? E para isto, fazem uma radiografia histórica do nascimento e do desenvolvimento do tema nos últimos 200 anos, demonstrando as várias fases do debate, sobretudo como ganhou força a partir da Revolução Francesa e se ampliou com a fundação da Organização das Nações Unidas (ONU). Retratam também o desdobramento da discussão dos direitos humanos no Brasil.

Outros seis textos foram redigidos pensando em contribuir para o exercício de práticas educativas no espaço escolar. Três deles abordam conceitos fundamentais para o entendimento do problema: violência, cidadania e diversidade. E como desdobramento destes conceitos, foram elaborados os outros três textos, que tratam especificamente das relações étnico-raciais, da questão de gênero e da sexualidade, e da inclusão no espaço escolar. Por fim, há um texto apontando caminhos para novos debates sobre educação de direitos humanos.

DEBATE ATUAL

 Segundo o professor Angelo Priori, do Departamento de História da UEM e coordenador do evento, analisar o tema dos Direitos Humanos hoje é uma tarefa fundamental. “Num tempo onde o Estado e os governantes atacam direitos fundamentais da população, como os direitos de uma vida digna a todos, os direitos trabalhistas, os direitos à previdência social, a liberdade de expressão, a liberdade de ensino e de cátedra, entre outros direitos constitucionais, debater e propor novos caminhos são atividades importantes para que possamos construir uma sociedade democrática, justa e mais humana”

Não é sem sentido - prossegue o professor - “que os estudantes saíram às ruas no mês passado, em defesa da educação e das universidades. Como não é sem sentido, que a população sairá às ruas nesta próxima sexta-feira, dia 14, para protestar contra a reforma da previdência. Pois são os direitos mais fundamentais das pessoas que estão sendo usurpados” enfatiza ele. Defender esses direitos é defender a dignidade da pessoa humana.

 

SERVIÇO

LIVRO: CONVERSAS SOBRE DIREITOS HUMANOS E PRÁTICAS EDUCATIVAS NO ESPAÇO ESCOLAR

LANÇAMENTO: Dia 14 de junho de 2019 (SEXTA-FEIRA) – 20:30 horas

LOCAL: AUDITÓRIO DA ADUEM (Rua Itamar Orlando Soares, No. 305 – ao lado da UEM).

Procurar artigos publicados