Nota de falecimento: JAIRO DE CARVALHO

Amigos lamentam a morte do professor Jairo de Carvalho, militante na luta do movimento estudantil que conquistou, em 1988, a gratuidade nas universidades públicas paranaenses.

A Associação dos Docentes da UEM informa com imenso pesar a morte do associado professor Jairo de Carvalho. O professor Jairo faleceu agora à noite, 09, vítima de câncer de pulmão. Até o momento não há informações acerca do local do velório a ser realizado neste sábado. A Aduem manifesta condolências aos familiares e amigos.

Jairo de Carvalho era professor da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte desde 1996 e professor de ensino superior desde 1989, trabalhando no Núcleo de Educação à Distância da Universidade Estadual de Maringá. Tinha graduação em História pela Universidade Estadual de Maringá (1986) e especialização em Culturas Africanas e Relações Interétnicas na Educ pela Faculdades Integradas Espírita (1998). Foi presidente do grupo Teatro Maringaense Independente (Temi), candidato a vereador na primeira eleição do PT em Maringá e a vice-prefeito do professor e sindicalista Anibal Sanches Moura, em 1992.

Amigos lamentam a morte do professor Jairo de Carvalho

Reginaldo Dias escreveu em memória ao amigo, no facebook – “Impossível vocalizar o tamanho da dor e da tristeza que me invadem com a notícia da morte do Jairo de Carvalho. Talvez seja mais fácil falar quanto ele marcou minha vida. Nos meus anos de formação política, iniciada no movimento estudantil, ele era a principal referência, com seu estilo sereno, doce, de agregar e liderar. Era um caso raro de dirigente político desprovido de vaidade e de ambições”.

Professora Elaine Rosely Lepri (Diretora Social da Aduem) lembrou as lutas do amigo:

“Ele era uma pessoa dedicada a causas muito importantes; era leve, sempre calmo, tranquilo, mas firme nos propósitos de luta social”.

O vice-presidente da Aduem, Jaime Graciano Trintin, também recordou a presença forte e atuante do professor Jairo desde o movimento estudantil, em 1988:

“Em nossa época de estudante, o Jairo foi um grande líder estudantil e era diferente pelo modo como ele incentivada as pessoas: sempre muito sereno, tranquilo, humilde, e era defensor da redemocratização do país, das universidades, do ensino público e gratuito. O Jairo me inspirou, me incentivou a entrar no movimento estudantil e isso me transformou em uma pessoa que deixou de olhar para a própria carreira, mas a lutar pela construção de um mundo mais justo. ”

Descanse em paz, querido professor Jairo de Carvalho.