Aduem repudia agressão ao reitor e manifesta apoio à UEM

Após retaliar universidades públicas do Paraná, que resistiram ao Meta 4, e bloquear verba de custeio, governo Beto Richa ofende reitor da Universidade Estadual de Maringá. Conforme vídeo divulgado na internet, o governador aparece falando alto sobre diárias, cargos, horas extras e agride indiretamente ao reitor da UEM, supostamente, por não ceder à destruição da autonomia universitária. “ Ele perdeu o limite da civilidade, ao gritar , mas hoje mostrou que gritou porque quer acabar com a autonomia das universidades estaduais”, comenta-se nas redes.

Por isso, a Aduem manifesta total apoio ao Reitor Mauro Baesso e estará representada em todo Ato Público de apoio à UEM. E conclama todos os associados a participarem dessa luta que é de interesse comum. Ao atacar o reitor, a Aduem entende que o governador do Estado feriu a todos: acadêmicos, docentes e comunidade externa.  Hoje, às 17h, abraçaremos a Reitoria da UEM em sinal de compromisso, de defesa  e apoio ao reitor.

Reitor fala sobre Bloqueio de contas da UEM

COMUNICADO

A Reitoria da Universidade Estadual de Maringá comunica que, em razão da não liberação de orçamento pelo governo do Estado, a UEM está sem condições de empenhar qualquer tipo de despesa para as atividades do ensino, pesquisa e extensão.

A Instituição não tem dinheiro para pagar as bolsas dos alunos de graduação, incluindo as bolsas dos estudantes indígenas. Não há recursos também para empenhar qualquer material de consumo, pagar os serviços prestados por empresas, comprar rações para os animais, alimentos servidos no Restaurante Universitário, kits de reagentes para o Lepac (Laboratório de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas) e insumos utilizados em outros laboratórios. Além da impossibilidade de compra ou manutenção de equipamentos para desenvolver projetos internos, tanto de prestação de serviços ou de ensino.